slide12

Resenha #27 - Retalhos de Ana - Anna Liz - BEDA#22




Ano de publicação: 2018
Edição: 1
gênero: poesia
número de páginas: 95
editora: Scortecci

Nota: 





Sinopse: 
Grande parte das composições de Anna Elizandra está relacionada à mulher no contexto atual. Um importante número de poemas publicados por esta autora refere-se à problemática do amor erótico idealizado pela figura feminina. Desta forma, sua poesia rompe com as barreiras da tradicionalidade, revelando uma mulher que não precisa esconder seu aspecto mais natural para ser aceita. Mas não é tão simples. É preciso ter força e coragem para revelar esta face feminina tão reprimida ao longo dos séculos de dominação patriarcal.
Marcos José P. Gomes, em Marcas de feminilidade nos poemas – “Per Passione e Ao homem que não vê a mulher que sou”, de Anna Elizandra Ribeiro
Eu sou Anna. Anna Elizandra. Nordestina do interior do Maranhão, da pequena cidade Santa (Luzia). Tive uma infância e uma adolescência cheias de pedras. Muitas vezes, apareceram-me pela estrada barreiras quase intransponíveis. Digo “quase”, porque consegui superá-las ou contorná-las, de certa forma. Mas, muitas vezes, pensei em desistir, em estacionar, em morrer, sucumbir de vez. Deixei muitas pedras me enterrarem, mas (mesmo sabendo-me ousada na comparação) penso que, assim como Cora, consegui remover as pedras, juntá-las, construir degraus e para o alto fui subindo. E no meio das pedras fui plantando meus versos/flores. Isto só foi possível porque nesse percurso algumas pessoas me ajudaram a carregar as pedras, a plantar poe-sia e a construir o que sou. E hoje, se alguém me perguntar:
– O que tu és?
Respondo apenas:
– Sou toda GRATIDÃO!




Resenha: 

o livro é dividido em diversas partes, poemas, crônica, homenagens e odes, alguns poemas do livro conversa que alguem sente, poemas de quatro mãos, e poemas e outros textos para Anna. 


O primeiro capitulo o de poemas, retrata as varias fases do poeta, suas inspirações, suas dores e desalentos.

O capitulo de crônicas tem crônicas curtas que falam de desilusão, a vida a dois, sobre varias reflexões do nosso dia-a-dia.
O homenagem e odes fora principalmente na luta feminina, na luta as mulheres negras e alguns odes voltados a defeitos que existem na humanidade, como hipocrisia, moralismo e erros. 


Alguns poemas do livro conversa de alguem que sente trás poemas maravilhosos como resumo onde faz um jogo de palavras e mente maluca que fala sobre nossa propria mente

alguns poemas de quatro mãos: toda com poesia, assim que li o poema autorretrato lembrei de cecilia meirelles, que trata sobre as coisas que vem com a idade, você de certa forma de perde no caminho da vida e passa a viver por lembranças e fotografias, sem nem ao menos se reconhecer. 
E o ultimo capitulo poema e outros textos para Anna Elizandra contem textos e poemas que mostram a força de Anna, mas talvez todas nós mulheres sejamos Annas.
A resenha foi curtinha, pelo livro ser curto e pelo fato de ser poemas. Em breve tem mais resenhas aqui de mais livros da Editora Scortecci





minha opinião: 

Quando eu comecei a ler esse livro, eu me lembrei bastante do livro outros jeitos de usar a boca, os dois possuem a mesma essencia falam da mulher da mesma forma, abordando assuntos do dia-a-dia, como amor, dor, sofrimento, e diversas outras coisas que a mulher passa por simplesmente ser mulher. Quando eu terminei o livro, minha vontade foi abraçar a autora ou escrever uma carta dizendo o quão linda é sua escrita. Sério, esse livro é muito maravilhoso, você se torna outra pessoa apos le-lo, os versos te marcam. 


Já leram? Me digam o que acharam nos comentarios 




Exemplar recebido em parceria com e Editora Scortecci



6 comentários

  1. Que interessante esse livro. Ainda não conhecia.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei a proposta desse livro, sem dúvida o nosso universo feminino é muito mais complexo do que imaginam.
    Dica anotada.

    ResponderExcluir
  3. Achei a capa desse livro a coisa mais fofa. Também fiquei curiosa para ler.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros de poemas, eu não conhecia esse livro .
    Sua resenha me deixou louquinha pra ler.

    ResponderExcluir
  5. Tenho procurado mais livros de poesia depois de conhecer a Rupi Kaur e esse me deixou curiosa. Adorei a dica <3

    ResponderExcluir
  6. Amei a dica, Kleyde! Não conhecia o livro e a autora. Adorei a proposta. Super pertinente retratar a mulher de uma forma que quebre essa visão que vem de tempos atrás de sermos puras e "do lar". Amei os poemas que postou.

    ResponderExcluir

* Parceria? Afiliação? Peça ^.^
*Seguindo. Segue de volta? Se eu gostar do blog sim u.u
* Pode deixar seu link ai *-* Com todo o prazer eu irei visita-lo.

 

@seuinstagram

Layout Por : Mia Creations | All Rights Reserved.